Yoga e Viagens

O verão é, para muitos, também sinônimo de viagens. Passeios que podem ser dentro do próprio país ou explorar outros continentes: a verdade é que, cada vez mais, a maioria das pessoas aproveita este período do ano para descobrir novos horizontes, seja para umas férias mais aventureiras ou relaxantes.

Regra geral, os praticantes de yoga incluem-se nesta tribo de amantes das viagens: pois adoram natureza, porque adoram liberdade, porque adoram abraçar o desconhecido e conhecer novas culturas, cheiros e saborese porque sabem que explorar o mundo é explorar a si mesmos – e esse auto-conhecimento é yoga.

No entanto, nem sempre é fácil conciliar a nossa prática, fora de nossas rotinas, com lugares novos ou fuso-horário diferente. Na minha opinião, adaptação é a palavra de ordem quando o assunto é praticar fora do nosso cotidiano! Pode faltar o nosso tapetinho, o nosso professor ou aquela playlist que adoramos nas nossas aulas, mas se formos capazes de improvisar a nossa prática de yoga em espaços diversos, não só conseguimos manter o nosso ritmo habitual, como vamos nos superar, trabalhando criatividade e motivação.

 

Yoga no avião

Leu bem sim! Em caso de viagens longas, o seu corpo vai agradecer-lhe, pois não só alivia a tensão muscular, como aumenta a circulação do sangue e relaxa a mente, diminuindo assim a ansiedade para quem não gosta de voar ou, no mínimo, o desconforto de passar tantas horas fechado no mesmo lugar e na mesma posição.

Alguns exercícios simples que podemos realizar dentro do avião:

    Alongamento da cervical: inspire e tombe a cabeça ligeiramente para trás, levando o queixo na direção do céu; na expiração, faça o movimento contrário, levando o queixo em direção ao peito; seguidamente, inspire e leve o pescoço a uma posição neutra; na expiração leve, suavemente, a cabeça para a direita, alongando todo o lado esquerdo do pescoço; inspire e volte ao centro e repita para o outro lado.

    Cat/ Cow sentado: como falei anteriormente, adaptação! Normalmente realizamos esta postura com os joelhos e mãos no chão, mas agora vamos aprender uma forma de a realizarmos sentados. Com os joelhos na linha dos tornozelos, e nunca avançando, coloque as mãos sobre as coxas; ao inspirar, incline a pélvis e o abdómen para frente, permitindo a abertura do peito;  já ao expirar, curve a pélvis para trás, arqueando para fora sua coluna, na direção do encosto do assento, baixando o queixo enquanto o peito se move para dentro.

    Quando aproveita para ir ao banheiro ou para passear um pouco para desentorpecer as pernas pode também, simplesmente, alongar a musculatura da coxa, dobrando o joelho e levando o pé na direção do glúteo ou, se houver espaço, dobrar ligeiramente os joelhos e deixar que as costas, sempre direitas, se inclinem para a frente, levando a testa na direção dos joelhos (Uttanasana).

Yoga sempre e em qualquer lugar

Outra ótima alternativa para praticarmos, quando dispomos de tempo ou espaço limitado, é a Saudação ao Sol (Surya Namaskar). Existe nas versões A e B e, depois de aprendida em aula e interiorizada, pode ser executada em qualquer lugar. Esta sequência tem inúmeros benefícios físicos, mentais e espirituais: se feita num ritmo rápido, é uma excelente forma de aquecer e movimentar o corpo, alongando e tonificando os músculos, além de ser um bom exercício cardiovascular; melhora também a circulação do sangue e da linfa pelo corpo; o trabalho respiratório que acompanha os movimentos promove a desintoxicação e purificação; e as posturas atuam também ao nível emocional, psicológico e nervoso, acalmando emoções, aumentando a concentração e o foco e proporcionando estabilidade mental.

Por fim: relaxar. Pousar toda a nossa atenção no presente, desfrutar e viver ao máximo cada momento, é meditação, é mindfulness. Por isso, vamos aproveitar todos os segundos das nossas férias e das nossas vidas, ser felizes e contribuir para um mundo feliz: e assim, em qualquer lugar, estaremos sempre a praticar yoga.

Bárbara Mendes (RYT 200)

Embaixadora Track&Field

www.theyogaside.com

2015 12 23_BlogYoga

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *