Post 35
Você escova os dentes todos os dias, não? Faz ao menos três refeições diariamente, todas com nomes diferentes, certo? E o que dizer dos programas de TV: segunda uma série, terça um documentário, quarta o jogo, e por aí vai. Então, por que você não tem um lugar na agenda para os exercícios? Aliás, para que agenda? Você precisa incorporar os exercícios no seu dia a dia. Então vamos lá, comecemos por quatro dicas básicas.
1. Tenha um objetivo
O que você quer dos exercícios? As respostas podem ser variadas: perder peso, ter mais músculos, mais força, ser mais rápida. Fazer exercício é algo que tem vários significados. Assim que você achar esse significado e se propuser um objetivo, tudo fica (um pouco) mais fácil.
2. Tenha metas
Você quer chegar ao Natal mais magra? Ok, então o Natal de qual ano?
As metas têm de ser reais. Não adianta querer emagrecer meia centena de quilos em um mês. Mas até o Natal deste ano é possível perder meia dúzia desses quilinhos a mais. Viu só: uma meta.
Ah! Você quer correr uma minimaratona de 21 quilômetros? Então vamos lá, qual a distância que você consegue correr hoje? Em quanto tempo você faz? Achou os números iniciais? Agora é pensar quais os números finais.
3. Faça um plano
Que tipo de exercícios você gosta? Hora de escolher. Se você quer perder peso e odeia academias (ou então simplesmente não suporta as músicas), talvez uma boa pedida seja nadar. Sente muito frio? Tente squash.
Definir o que fazer é a primeira parte do plano. “Onde”, “como” e “quando” também são importantes. E quem vai ajudá-la a montar esse plano: um educador físico amigo seu, um personal trainer ou o monitor da academia? Com o plano nas mãos você bate suas metas mais rapidamente e, consequentemente, atinge seus objetivos.
4. Siga o plano
Quando é dia de fazer exercícios é dia de fazer exercícios. Se seu corpo não quer ir, mas a mente sim, arraste-se até os exercícios, faça algo de menor intensidade, mas não deixe de ir. Quando é o inverso, ligue a música e mantenha a cabeça ocupada: um audiolivro ou uma “música-chiclete” quebram o galho. (Leia mais aqui)
Inventar desculpas é um hábito que deve ser evitado. Você inventa desculpas para faltar a cinco dias de trabalho? Então não deveria fazer algo assim para fugir do treino. Claro que você pode optar por não fazer exercícios: mas aí tenha a convicção de que foi uma escolha.
Para mais dicas de como sair da inércia, clique em Ler post…
Post 21 - b Da Redação do portal ‘O que eu tenho?’, parceiro Track&Field
• Treine com alguém que já tenha o hábito
Não adianta juntar uma turma que nunca fez exercícios. Quando a primeira sair todas se sentem desmotivadas. Então, o ideal é o inverso: procurar fazer exercícios com alguém que já tenha o hábito. Assim você sempre vai se sentir desafiada para cumprir suas metas. Além disso, você vai pensar menos em faltar ou então vai parar de inventar desculpas.
• Escolha a parte da manhã para se exercitar
Afinal, é o horário que você ainda não está desmotivada por causa do trabalho ou pelos problemas no trânsito. Comece o dia com exercícios, tome um bom café da manhã (leia mais aqui sobre a importância disso) e depois comece a resolver os outros problemas.
• Seja confiante
Ter um objetivo claro e preencher um  plano de metas ajuda você nesse ponto. E quando começar a ver os resultados você dificilmente irá interromper o hábito.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *