Entrevistamos Detlei Hasse, a vencedora feminina da 2ª ETAPA da Track&Field Run Series – SHOPPING VILLALOBOS. Aos 37 anos, a professora de matérias em alemão, especializada em gestão e docência escolar também participa de provas de duathlon (provas formadas por corrida, bike e corrida). Esse ano ela se prepara para competir no campeonato mundial de duathlon na Austrália e também no mundial de ciclismo amador na Dinamarca.

detlei-runseries

 

T&F: Como é o seu treino durante a semana?

Detlei: Sempre treino antes ou depois do trabalho. Para conciliar trabalho e treinos, tenho uma rotina bem organizada. Treino 7 vezes por semana quando tenho um tempo livre no trabalho. Isso significa: de madrugada, no horário de almoço ou noite! Treino corrida, pedalo e faço musculação. Cada dia foco em um ou no máximo 2 esportes! Durante a semana treino bicicleta às 5h00. De quarta-feira saio direto do trabalho para o treino, pois é o dia que tenho total apoio do treinador Adriano Bastos e sua equipe no treino de corrida e faz com que cada treino seja uma superação. Começo o treino pensando: “Ah, mas estou tão cansada… Já trabalhei o dia inteiro…“ e termino com uma sensação de bem estar tão grande que tenho vontade de abraçar o mundo! É uma delícia! Aos sábados e domingos o treino dura quase a manhã toda!

T&F: Seu treino teve alguma alteração específica para a Track&Field Run Series?

Detlei: Sim, mudei um pouquinho meu treino do sábado. Aos sábados normalmente corro e pedalo, mas no dia anterior a corrida, somente pedalei e reservei forças da corrida para a Track&Field Run Series de domingo!

T&F: Sua alimentação teve alguma alteração específica para a Track&Field Run Series?

Detlei: Tenho uma alimentação regrada. Engana-se quem pensa que como pouco; como a cada 2 horas! Muitos torceriam o nariz dizendo “Ah, mas ela faz dieta”. Não faço dietas, mas tenho uma alimentação simples, com pratos que eu mesma preparo e são deliciosos! Como por exemplo, uma salada com salmão e molho de maracujá! Deu água na boca? Pois é, esse é um dos pratos da minha alimentação! Uma delicia!

T&F: Como foi sua iniciação nas corridas?

Detlei: Essa pergunta é muito legal! Antes de começar a correr eu era totalmente sedentária. Tinha pressão baixa, sentia muitas dores de cabeça e não queria tomar remédios. Um dia resolvi acabar com o que estava acabando comigo! Decidi que daria uma volta caminhando na praça, todos os dias! Logo fiz amizades e comecei a ir à praça não só para caminhar, mas também conversar. Durante essas caminhadas, encontrei muitos homens e mulheres correndo e todos pareciam muito satisfeitos e felizes. Depois de um ano, resolvi que também tentaria correr! Não aguentei nem 500m. Então tentei correr só de poste em poste. E fui aprendendo a correr. Me apaixonando pela superação de cada dia!

T&F: O que essa vitória representou para você?

Detlei: Essa vitória me mostrou que esmo que demore anos, o que eu quero, eu consigo! Várias dificuldades estarão no caminho, várias desculpas e várias preguiças. Acho que podemos comparar a uma escada a ser subida. A maior meta está lá em cima e cada dia, cada treino, cada superação é um degrau mais perto do objetivo! O treinador Adriano Bastos e toda sua equipe muito atenciosa me mostraram que com trabalho duro, suor e esforço, conseguimos atingir qualquer meta!

T&F: Sabemos que essa foi a sua primeira corrida de rua. Conte-nos como foi essa experiência na Track&Field Run Series.

Detlei: Eu não sabia qual seria meu ritmo e muito menos se teria chance a subir ao pódio. Fui para a corrida com medo dos 10km. Medo de não conseguir correr no ritmo de 4 minutos por quilometro – que era a meta que eu tinha colocado. Acordei cedo e estava muito frio. Não sabia direito que roupa vestir. Fui para a prova falando para mim mesma que eu deveria curtir a prova! No aquecimento meu treinador disse que se eu corresse a uma certa velocidade eu teria chance de estar no pódio! Isso mexeu com meu instinto competidor, meus olhos brilharam, fiquei animada e juntei energia! No primeiro quilometro várias garotas passaram por mim, mas eu continuei no meu ritmo. Já no começo do segundo quilometro alguém falou que eu estava liderando. Eu não quis acreditar e falei para mim mesma: “Continue assim! Não acelere nem diminua“. Logo depois, minha liderança se confirmou! Corri a prova curtindo, lembrando sempre como é maravilhoso correr e sentindo a endorfina tomar conta! Curti a prova, delirei com a prova e corri anestesiada! A chegada foi maravilhosa! Pude até passar como campeã por aquela faixa de chegada! Me senti grande! Todo o esforço valeu! Saí de casa para participar de uma prova de corrida de rua e terminei a prova em primeiro lugar e batendo meu recorde pessoal! Demais! Quando será mesmo a próxima corrida? Correr é demais!