Estamos chegando ao fim de outubro e, nesse mês, muito se falou sobre o câncer de mama, sobre a importância de fazer o auto-exame e também sobre manter a rotina de exames médicos em dia. Mas, no fim das contas, será que é possível se prevenir da doença ou será que o máximo a se fazer é ter um diagnóstico precoce?

O câncer de mama e a genética

Um dos fatores de risco da doença é ter histórico familiar e, infelizmente, não é possível controlar os fatores genéticos. Mas, nem tudo está perdido quando falamos em prevenção da doença. Apesar de não conseguirmos controlar a genética, sabemos que é possível estimular e fortalecer os fatores protetores e, aí sim, tentar prevenir o câncer de mama.

Como fortalecer os fatores protetores?

Antes de pensar em como fortalecer os fatores protetores, é importante lembrar de quais são alguns fatores de risco, como: excesso de peso corporal, falta de atividade física, fumo e bebidas alcoólicas, por exemplo. Só de ler essa lista, conseguimos entender que esses são fatores que podemos controlar, certo?

Alguns estudos apontam que por meio da alimentação saudável e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco da mulher desenvolver um câncer de mama.

Os números podem ficar ainda mais significativos. Uma pesquisa realizada por algumas instituições, em parceria com o Ministério da Saúde, mostrou que 12% das mortes causadas pelo câncer de mama no Brasil poderiam ser evitadas caso as mulheres praticassem atividades físicas regularmente. É muita coisa, né?

Atividade física x câncer de mama

Muito se fala da importância da atividade física para manter o peso por questões estéticas. Mas, estamos vendo aqui que a prática regular de esportes vai muito mais longe e traz muitos benefícios além de um corpo esteticamente mais magro.

Além de ajudar na eliminação das toxinas do corpo e ter grande participação no estilo de vida saudável, os esportes também são importantes para quem está passando pelo tratamento de câncer.

Os relatos da maioria dos pacientes é sempre muito positivo e a história geralmente se repete: durante o processo, a sensação é de que você nunca conseguiria fazer exercícios. Mas, quando se esforça e coloca o corpo em ação, a sensação é muito recompensadora.

Veja alguns dos benefícios do esporte para os pacientes em tratamento:

Enfim…

Lembre-se sempre de que a prática de atividades físicas e um estilo de vida saudável são questões que vão muito além da estética. São, de fato, hábitos que ajudam na prevenção de diversas doenças, inclusive do câncer de mama. Por isso, inclua os esportes em sua rotina e continue sempre fazendo seus exames! Cuidem-se.

Agora, você pode compartilhar essas informações com quem quiser! Só salvar essa imagem abaixo:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *